Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

BRASIL RATIFICOU ACORDO DE PARIS MAS CONTINUA A DESFLORESTAR A AMAZÓNIA

Mäyjo, 30.12.16

Desmatamento em Roraima

Apesar de ter ratificado o Acordo de Paris, que visa reduzir as emissões de gases com efeito de estufa, o Brasil aumentou a taxa de desflorestação da Amazónia. Em relação ao ano passado, a área desbastada no pulmão do planeta cresceu.

 

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais a desflorestação na Amazónia, no período de Agosto de 2015 à Julho de 2016 foi de 7989 km², 29% maior que em idêntico período no ano anterior.

Esta destruição libertou para a atmosfera, segundo cálculos do mesmo instituto, 586 milhões de toneladas de carbono equivalente, ou seja, o mesmo que oito anos das emissões de todos os automóveis que circulam no Brasil.

Com este comportamento o Brasil distancia-se das metas estabelecidas pela última cimeira do clima patrocinada pela ONU e contraria a evolução que estava a ser seguida, no sentido de reduzir o desmatamento da Amazónia. Na verdade é a primeira vez, em 12 anos, que o desmatamento na maior floresta tropical do planeta apresenta aumento consecutivo.

Foto: Greenpeace Brasil / Creative Commons

Se a Amazónia pudesse falar...

Mäyjo, 23.09.16

Se uma árvore cai numa floresta e ninguém está por perto para ouvi-lo, faz um som?

Sim - e as repercussões são sentidas para as gerações vindouras.

Ouça "The Rainforest", um dos mais audaciosos filmes da Conservação Internacional "Natureza está falando".

 

Em agosto, enquanto a atenção do mundo estava centrada sobre o Brasil para os Jogos Olímpicos de Verão de 2016, os nossos olhos estavam sobre o Brasil por um motivo diferente - a maior floresta tropical do mundo e um dos nossos sistemas de suporte de vida mais vitais, a Amazónia.

 

Infelizmente, ela está sob ameaça.

 

O desmatamento está em ascensão. Em 2015, uma área de floresta quase com o dobro do tamanho do Grand Canyon foi perdida, só em Amazónia brasileira. Isso é simplesmente inaceitável.

 

Como a voz de "The Rainforest", o ator Kevin Spacey ajuda a conduzir para casa a importância e fragilidade de um dos segredos mais bem guardados da natureza – as florestas “guardam” pelo menos 30% da solução para as mudanças climáticas.

Se perdermos nossas florestas, perdemos o nosso clima e nós os seres humanos perdemos – ponto!!

 

Mas vamos deixar "The Rainforest" ter a palavra final:

"Os seres humanos “fazerem” ar ...  isso vai ser divertido de assistir."

TORRE DE 305 METROS VAI SER INSTALADA NA AMAZÓNIA PARA MONITORIZAR AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Mäyjo, 26.11.15

Torre de 305 metros vai ser instalada na Amazónia para monitorizar as alterações climáticas

O Brasil e a Alemanha, num esforço conjunto, vão instalar uma torre e 304,8 metros de altura na Amazónia para monitorizarem as alterações climáticas. A Amazon Tall Tower, como se vai chamar, vai determinar a quantidade de dióxido de carbono (CO2) absorvida pela maior floresta tropical do mundo.

A floresta amazónica absorve grandes quantidades de CO2 anualmente, desempenhando um papel importante no clima do planeta. A nova torre, mais alta que a Torre Eiffel, vai ajudar os cientistas a quantificarem a quantidade de CO2 absorvido ou libertado anualmente. Para tal, a torre vai estar equipada com vários instrumentos de monitorização que vão recolher dados sobre os aerossóis e gases com efeito de estufa. Dada a sua altura vai ser também possível investigar as alterações e movimentos das massas de ar através da floresta a grandes distâncias, escreve o Inhabitat.

“A monitorização é feita amplamente sem influência humana directa e, como tal, ideal para investigar o significado das regiões de floresta para a química e física da atmosfera”, afirma o coordenador do projecto Jurgen Kesselmeier, investigador do Max Planck Institute for Chemistry.

A torre vai ficar localizada a cerca de 161km da cidade de Manaus e ser fabricada em aço, que será produzido no sul do Brasil.

O VÍDEO QUE REVELA 40 ANOS DE DESTRUIÇÃO AMBIENTAL NA AMAZÓNIA

Mäyjo, 24.11.15

O vídeo que revela 40 anos de destruição ambiental na Amazónia

O Google Earth e o programa Landsat, da NASA, criaram aquilo que pode ser considerado o mais próximo de uma máquina do tempo virtual para mostrar a desflorestação da Amazónia. No total, são 40 anos de destruição condensados num vídeo de poucos minutos.

Para criar o vídeo, foram organizadas, compiladas e editadas centenas de fotografias da Amazónia recolhidas pelos satélites espaciais. Agora, pela primeira vez, é possível ver o resultado de décadas de actividade humana neste ecossistema terrestes e as consequentes taxas de destruição ambiental.

Durante os últimos 40 anos, o Landsat tem capturados imagens das paisagens terrestres, fotografando a mesma área a cada 16 dias, refere o Inhabitat. O programa Landsat foi lançado pela NASA, em 1972, em parceria com a US Geological Survey.

Além da desflorestação da Amazónia, existem também vídeos sobre a seca do Mar de Aral e a explosão urbana de Las Vegas.

A FLORESTA PERDIDA DA AMAZÓNIA QUE É DO TAMANHO DO NORTE DE PORTUGAL

Mäyjo, 21.08.15

floresta_a

A floresta perdida da Amazónia